breaking news

AFL ameaça parar campeonatos e colocar miúdos a jogar futebol frente ao MAI

Outubro 29th, 2012 | by António Tavares

A Associação de Futebol de Lisboa (AFL) ameaça parar todos os seus campeonatos de futebol no fim-de-semana de 10 e 11 de Novembro, caso o Governo não suspenda a entrada em vigor do decreto-lei sobre policiamento em espectáculos desportivos.

Nuno Lobo, presidente da AFL, disse à agência Lusa que a eventual paragem pode acontecer caso o decreto-lei 216/2012, que “acaba com o policiamento obrigatório em jogos de iniciados e juvenis”, entre em vigor a 9 de Novembro, 30 dias após a sua publicação em Diário da República.

“Sem policiamento obrigatório haverá clubes que se recusam a jogar em determinados campos e árbitros que têm medo de ser agredidos”, disse Nuno Lobo, sublinhando que “os clubes visitados não têm dinheiro para pagar o policiamento”.

O presidente da AFL garantiu já ter pedido à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) “para que solicitasse junto do Ministério da Administração Interna (MAI) a suspensão da entrada em vigor do decreto-lei, de forma a permitir uma discussão sobre o assunto”.

 

Se o decreto-lei entrar em vigor, o presidente da AFL está disposto a parar todo o futebol distrital da AFL: “Vamos suspender todos os nossos campeonatos, a 10 e 11 de Novembro e vamos pôr as crianças à porta do MAI a jogar futebol”.

O líder da AFL adiantou, também, que o diploma, que acentua “o carácter voluntário” da requisição policial em espectáculos relativos a competições de escalões juvenis e inferiores, é uma “medida economicista” e defende uma discussão profunda sobre a matéria.

Miguel Durão

 

Deixe uma resposta

UA-3566882-2