breaking news

LOURES – “Territórios Invisíveis” “à vista” de todos

Janeiro 21st, 2012 | by JPS

Desde a passada sexta-feira, 20 de Janeiro e até dia 29, está patente na Galeria Municipal Vieira da Silva, a mostra final do projecto “Territórios Invisíveis”, desenvolvido pela Divisão de Igualdade e Cidadania ao longo de 2011.

“Territórios Invisíveis” resultou de uma candidatura ao FEINPT (Fundo Europeu para a Integração de Nacionais de Países Terceiros) e teve como actividade primordial a realização de cursos de formação profissional dirigidos a jovens na área das Indústrias Criativas.

Um conjunto de acções de formação em audiovisuais e produção e gestão de eventos, que abrangeu matérias das áreas do design, comunicação multimédia, guionismo, vídeo e planeamento, gestão e montagem de eventos, foi frequentado por 18 jovens ao longo de todo o ano no Centro Comunitário da Apelação.

Promover o enriquecimento curricular e favorecer a integração no mercado de trabalho desses jovens, muitos em situação de abandono ou absentismo escolar, foi o principal objectivo do projecto, inspirado n’ “As Cidades Invisíveis”, de Italo Calvino, e na Teoria dos 3 “Tês”: Tecnologia, Talento, Tolerância, de Richard Florida, fundador do Creative Class Group.

Workshops de fotografia, exposições, debates temáticos, visitas a empresas de comunicação, produção e realização de curtas-metragens apresentadas em programa televisivo e a criação de um portal do projecto também fizeram parte do programa para estimular a criatividade artística e as competências pessoais e sociais dos formandos.

Numa outra vertente, o projecto também incluiu a recolha e registo de vídeo do património imaterial dos imigrantes de Loures, que dará origem ao Centro de Rostos e das Terras do Centro UNESCO A Casa da Terra.

O projecto teve como parceiros locais a Associação de Melhoramentos e Recreativo do Talude (AMRT), o Centro UNESCO A Casa da Terra, o grupo de Teatro IBISCO, o Programa Escolhas (seis projectos de Loures) e os Agrupamentos de Escolas da Apelação, Loures, Sacavém e Santo António dos Cavaleiros, e como parceiros externos a Fundação Calouste Gulbenkian, o ACIDI, a RTP, o IPAD e a SOU – Movimento e Arte.

MD

Deixe uma resposta

UA-3566882-2